Livros são companhia e ensinamento

Desde 1996 e por decisão da UNESCO, comemora-se a 23 de abril, o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor. 

Quem nos conhece sabe (e quem não conhece fica agora a saber) que cá em casa somos apaixonadas por livros e histórias. Fazem parte do nosso quotidiano, principalmente à noite, quando vou ler a história à Maria João, como um momento só nosso. E que instante maravilhoso. É das coisas que mais gosto de fazer e não abdico. Todas as noites rumámos até à estante, escolhemos em conjunto o livro, dando sempre primazia à sua escolha, e depois “entro” literalmente na cama da minha filha para ler. Se assistissem a este momento observavam-me a encarnar, com a minha voz, as personagens de cada narração. Desde tenra idade da Maria João que tenho este ritual de leitura antes de dormir. Passados uns segundos do fim da história já está embalada num sono profundo e feliz. 

Para mim, os livros são companhia e ler é um ato de bem-estar, de sabedoria, de conhecimento, de inspiração e imaginação. É entrar e viver a história de cada personagem, é riso e às vezes choro, depende do enredo. É ficar com o coração nas mãos e um “friozinho” na barriga (quantas vezes já me aconteceu), é ansiedade por terminar o livro, quando a história nos envolve de tal forma que não conseguimos parar de ler. É viajar para outros lugares sem sair do nosso. É mudança de vida através das palavras, aquelas que muitas vezes precisamos de “ouvir”, neste caso, ler. 

E aqueles livros com histórias mesmo boas que não conseguimos tirar da cabeça durante dias a fio ou ansiamos desesperadamente pela continuação do enredo? Já me ocorreu várias vezes e adoro quando isso acontece. 

E para vocês, o que significam os livros e o que encontram na leitura?

Vou contar-vos dois segredos: tenho uma lista de desejos de livros, para mim e para a minha filha, numa livraria online que conta com mais de 150 volumes. E em vez de ver a lista a diminuir cada vez aumenta mais. Uma excelente forma de ter “à mão” todos os produtos que desejo comprar, por exemplo, no aniversário, no Natal, numa data especial ou quando estão em promoção. 

O outro segredo é o seguinte: desde o primeiro aniversário da Maria João que lhe ofereço sempre um livro, já aconteceu de oferecer mais do que um, como foi o caso deste ano, e escrevo sempre uma dedicatória e a data. Tenho a certeza que daqui a uns anos vai gostar de ler o que escrevi e recordar esses momentos com muito carinho. 

Tenho quatro desafios para vos fazer para assinalar esta data, não tem que ser necessariamente hoje, pode ser durante o fim de semana. Querem saber quais são?

O primeiro é ler um livro, por exemplo, hoje à noite antes de dormir, o segundo passa, caso tenha filhas/os e se ainda não tiverem esse hábito, por criar uma “rotina de leitura”, o terceiro é visitar uma Livraria da sua residência e, caso seja possível, em conjunto escolher um livro para adquirir ou oferecer a alguém especial, a alguma pessoa que precise de um miminho. O último desafio passa por visitar a Biblioteca da sua zona residencial e, caso seja possível, devido aos constrangimentos da pandemia, requisitar um para levar para casa. 

Aceita os desafios ou, pelo menos, um deles? 

Leituras felizes! 

Comentários

  1. Em primeiro lugar adorei ler o teu texto, e em especial 😍que continues a ser a mãe carinhosa e babada para as nossa princesinha MARIA JOÃO beijinhos docinhos 💞🌼📚

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares