Rota dos Miradouros de Mondim de Basto: à descoberta do Portugal genuíno

Por norma, quando se fala ou pensa em Mondim de Basto, o que nos vem à memória são as Fisgas de Ermelo e o Monte Farinha, também conhecido por Monte da Senhora da Graça. 

É verdade que ambos são dois ex-líbris desta região, mas há mais, muito mais para conhecer e a verdade é que o território daquele concelho merece mesmo ser explorado e apreciado, sendo um privilégio no que ao património natural e paisagístico diz respeito. 

Venha daí conhecer um roteiro único, os ainda existentes pequenos recantos tão genuínos que, se calhar a maioria das pessoas ainda não descobriu, como era o nosso caso. Talvez por isso mesmo, ainda conseguem manter a magia original e encantar quem os visita. Nós, pelo menos, saímos encantadas da nossa “viagem” pela Rota dos Miradouros de Mondim de Basto. 

Uma paisagem avassaladora de inigualável beleza

Desligue o piloto automático que usa diariamente. Já está? Agora respire fundo. Está a sentir o ar puro? Que bom, pois está na Rota dos Miradouros. 

Um circuito com dez Miradouros, de uma beleza inigualável e um convite (irrecusável) à contemplação. 

Agora o que tem a fazer é deixar-se levar pelas paisagens avassaladoras e imbuída/o pela/o espírito de comunhão com a Natureza, observar e desfrutar das magníficas paisagens deste território. 

Prepare-se para ficar, muitas vezes, com cara de espanto, tal e qual a nossa reação quando lá chegámos.

Na descrição que se segue, estão reunidas informações relevantes acerca dos Miradouros, servindo como um guia para a visita, e como é apanágio do Blog também conto a nossa experiência. Eis um roteiro surpreendente. 

Deleite-se com as paisagens deslumbrantes que esta Rota oferece

Já está deslumbrada/o com o que já descrevi? Já sinto desse lado a vontade de partir à descoberta…Vamos então dar início à viagem. A espera terminou.  

Faça-se à estrada. De carro, de autocaravana ou de moto. Ao seu ritmo, de preferência em silêncio e a viver cada momento. Não dê ouvidos ao tempo, viva o aqui e o agora, sem pressa do que virá. 

1. Miradouro do Alto Velão 

Foi por aqui que começámos e só posso referir que foi em grande! É na N304, no trajeto entre Mondim de Basto e a Campeã, em Vila Real, que está situado este soberbo Miradouro, à altitude de 915 metros e que devido à sua localização é um dos mais procurados. 

Saia da estrada e estacione no Parque onde, a partir deste ponto, pode vislumbrar uma das mais fantásticas panorâmicas sobre as serras do Alvão e do Marão e, ao mesmo tempo, perceber as suas fronteiras. É imperativo admirar as aldeias que se estendem sobre as suas encostas. 

No nosso caso, ainda mal tínhamos começado o nosso roteiro e já estávamos maravilhadas. Não podíamos ter tido melhor receção. 

Coordenadas GPS: 41º 19’ 06’’ N7º 53’ 19’’ W

2. Miradouro do Torrão

Deixámos a N304 e seguimos pela EM 1205. Se a primeira experiência já nos tinha cativado, a segunda paragem não lhe ficou atrás. 

Saímos do carro e uma imensidão de montes de perder de vista estava à nossa espera. 

À nossa frente tínhamos um local de pura contemplação da natureza e foi impossível não nos sentarmos no banco de pedra que naquele ponto de visitação se encontra e desfrutar da calma que só uma paisagem como a que se nos oferecia,  consegue transmitir. 

Lá ao longe, estava o Monte Farinha, a uma altitude de cerca de mil metros. 

Estando neste ponto é possível ver, à esquerda, a bonita e típica aldeia de Campanhó. 

Os dois primeiros Miradouros já tinham feito as nossas delícias e, por isso, estávamos em êxtase para conhecer os próximos. 

Coordenadas GPS: 41º 19’ 03’’ N7º 53’ 49’’ W

3. Miradouro de Campanhó

Deixámos o Miradouro do Torrão e partimos em direção ao de Campanhó. Já conhecia esta pequena aldeia, pois em novembro do ano passado fiz parte do PR8 – Caminho do Porto Velho (pode ler o artigo aqui) e tive o privilégio de a avistar e já na altura me chamou à atenção pelos melhores motivos. 

Neste ponto não encontrámos nenhuma placa informativa a assinalar o Miradouro, mas, claro, parámos o carro numa saída da estrada e com vista privilegiada para aquela maravilhosa aldeia, estivemos durante uns minutos a apreciar. 

Fizemo-nos novamente à estrada.  

Coordenadas GPS: 41º 19’ 35’’ N7º 55’ 56’’ W

4. Miradouro de Paço

Continuámos pela EM 1206 e foi numa descida, do lado direito que encontrámos o Miradouro. A partir daquele ponto foi possível desfrutar de uma paisagem deslumbrante para as aldeias de Travassos, Bilhó, Ermelo e Pardelhas e também para as famosas Fisgas do Ermelo.

Uma dica: tenha atenção, pois este Miradouro pode, perfeitamente, passar despercebido, o que não convém, porque merece ser visitado. 

Coordenadas GPS: 41º 19’ 35’’ N7º 54’ 43’’ W

5. Miradouro do Barreiro

Este Miradouro tem o nome da aldeia e está situado um pouco antes de se chegar à povoação, tipicamente rural, constituída por um aglomerado de casas de granito. 

Encontrámos “uma mesa” de orientação em granito, mas onde a tinta desapareceu e ficaram apenas as marcas. Deixo aqui uma sugestão para que seja recuperada, pois é importante para ajudar o visitante a interpretar o que tem perante si. 

Ainda tentei decifrar algumas letras e consegui, porém não deu para perceber o que está escrito. 

O vale, a Ribeira de Fervença, os campos agrícolas e o Monte Farinha, lá ao longe, são visíveis a partir deste ponto. 

Coordenadas GPS: 41º 22’ 30’’ N7º 49’ 46’’ W

6. Miradouro da Charneca

Nesta “varanda” tem à sua espera uma excelente vista panorâmica sobre Mondim de Basto, o icónico Monte Farinha (Senhora da Graça) e os altos da Cabreira que se entrecruzam pelo meio da natureza. 

Coordenadas GPS: 41º 19’ 03’’ N7º 53’ 49’’ W

7. Miradouro de Nª Srª da Piedade

O acesso até este Miradouro é feito por entre ruelas em paralelos a subir e a sua localização encontra-se junto à Capela de Nossa Senhora da Piedade.

Na envolvente deste local de culto encontra-se uma área de lazer muito aprazível, onde se inclui parque de merendas e o melhor de tudo, principalmente para as crianças, mas não só, um baloiço em madeira. 

“Senta e sente” é o que podemos ler no baloiço e, claro que nós não dizemos que não a este apelo e enquanto baloiçávamos desfrutámos de uma excecional panorâmica sobre a vila de Mondim de Basto e, mais uma vez, a imponência do Monte de Farinha lá estava presente no nosso olhar. 

Criança que é criança não resiste a um baloiço e a Maria João não é exceção e assim a nossa visita foi mais demorada, para a princesa desfrutar, pois não é todos os dias que se baloiça no local como este, onde o silêncio envolve a zona e a tranquilidade mora aqui.

Coordenadas GPS: 41º 24’ 26’’ N7º 57’ 40’’ W

8. Miradouro de Nª Sr.ª da Graça

É, sem dúvida, um símbolo distinto do concelho e é conhecido pelas famosas chegadas da “Volta a Portugal em Bicicleta”. Lá bem do alto dos mais de 900 metros de altitude podem-se vislumbrar ótimas paisagens para as cercanias do complexo montanhoso das serras do Alvão e Marão.

É a uma altitude de cerca de mil metros que se eleva o icónico Monte Farinha, alardeando no topo a tão respeitada Ermida de Nossa Senhora da Graça.

A vista é soberba e cativante e é o culminar de uma subida já de si espetacular, por entre curvas e mais curvas, sempre a subir até ao cume. 

Perca (aliás só sai é a ganhar) algum tempo a contemplar toda a beleza natural que avista para Mondim de Basto, para as Serras do Alvão e do Marão…

Coordenadas GPS: 41º 24’ 59’’ N7º 54’ 56’’ W

9. Miradouro do Fojo – Fisgas de Ermelo

Este Miradouro, tal como o da Nª Sr.ª da Graça, é dos mais conhecidos, pois tem vista privilegiada para as famosas e esplendidas Fisgas de Ermelo, consideradas umas das maiores quedas de água de Portugal. 

Também já não era novidade para nós este Miradouro, pois já tínhamos visitado noutras alturas, mas apesar disso é sempre surpreendente e não nos deixa indiferentes à imponência provocando até algumas vertigens.

A vista é impressionante….de cortar a respiração. 

Faça como nós e sente-se nas muitas pedras disponíveis e tire o máximo partido da beleza natural e do silêncio, tão sagrado. 

Coordenadas GPS: 41º 22’ 35’’ N7º 52’ 13’’ W

10. Miradouro da Lomba Gorda

É na intersecção da famosa EN304 com a EM561, que faz a ligação a Pardelhas, que se encontra este maravilhoso Miradouro. 

Chegadas ao local começámos a ouvir umas campainhas e a voz de um senhor, qual não foi o nosso espanto quando no fundo da colina avistámos várias cabras a subir. Foi o delírio para a Maria João. Estava capaz de ir ter com elas, tal era o entusiasmo. 

Eram várias, nunca mais deixávamos de ver cabras e a Maria João já só perguntava se podia levar uma para casa. Ia ser uma viagem bem animada!

Ali ficámos a apreciar a paisagem única para o Parque Natural do Alvão e, mais uma vez, para o Monte Farinha que nos fez “companhia” ao longo do percurso pelos Miradouros. 

Absolutamente fabulosa esta perspetiva e toda a envolvência. 

Era hora de regressarmos ao carro e o mais difícil foi mesmo convencer a Maria João a vir embora. A mini aspirante a Médica Veterinária, estava completamente petrificada a ver as cabras! É mesmo delicioso ver o carinho que tem pelos animais. 

Coordenadas GPS: 41º 20’ 10’’ N7º 52’ 7’’ W

No “final de contas” fica uma certeza: enamorei-me pela Rota dos Miradouros de Mondim de Basto.  

Depois deste roteiro está pronta/o para conhecer a Rota dos Miradouros? Se sim depois partilhe a sua experiência e diga-nos qual o seu preferido, tenho a certeza que se avizinha uma tarefa árdua, quiçá impossível. 

Sugiro que leia também os seguintes artigos para descobrir outros Miradouros:

O soberbo Miradouro da Boneca

Miradouro de Sebolido: uma descoberta (muito) feliz

O (deslumbrante) Miradouro de Teixeirô

Miradouro de Frei Estevão: onde é possível contemplar o extraordinário

Douro, onde apetece voltar vezes sem conta!

Comentários

Mensagens populares