A caminhar pela antiga Linha de Midões e os Moinhos de Jancido


Estamos nos Moinhos de Jancido, mais propriamente no trilho de Pequena Rota - PR1 GDM – Linha de Midões e Moinhos de Jancido, na União de Freguesias de Foz do Sousa e Covelo, em Gondomar. 

Um percurso linear, marcado nos dois sentidos, de tipologia natural, rural e histórica que tem uma distância de 5,4 quilómetros. Ida e volta são 10,8 quilómetros e segundo a Federação Portuguesa de Campismo e Montanhismo, o grau de dificuldade está classificado como “fácil”.

Como o próprio nome indica, a grande atração deste trajeto é os oito moinhos (de rodízio), cuja função, antigamente, era a transformação do milho e outros cereais em farinha, utilizada principalmente para o fabrico de pão. O destaque deste conjunto molinológico vai para um construído em xisto, redondo e com cobertura em telha de lousa, que se encontra ladeado por uma cascata. 

Estes moinhos deixaram, progressivamente, de labutar, durante a década de 1970, devido ao aparecimento de sistemas elétricos de montagem. Segundo consta, o último moinho a deixar de funcionar terá sido o da Capela, que encerrou a moagem em 1979. 

Os moinhos encontravam-se em ruínas, mas no final de 2017, voluntários locais, os “Amigos dos Moinhos de Jancido”, pessoas apaixonadas pela sua terra e pela natureza envolvente, decidiram “meter mãos à obra” e recuperarem este património histórico e social. Um grande bem-haja para este grupo por dedicar o seu tempo a dar uma nova vida às ruínas, tornando-as visitáveis e mantendo o encanto original. 

O caminho é feito na antiga linha ferroviária de Midões, que operou entre 1856 e 1927 e que serviu as minas de carvão de Midões e as minas de antimónio e ouro de Montalvo. Nesta antiga linha circularam os vagões que transportaram carvão desde as minas até à Foz do rio Sousa, onde era carregado em barcos para depois seguir via fluvial para a cidade do Porto. 

                     

Os icónicos oito moinhos estão bem sinalizados e estão enquadrados numa paisagem natural de grande beleza, proporcionando uma agradável visita a quem ali se desloca.

Houve tempo para andar de baloiço, em madeira e preso por umas cordas, com vista para o rio. A mini caminhante já não queria sair dali. Descansámos numa das várias mesas e bancos espalhados por esta zona dos moinhos e recarregámos baterias (com o resto da merenda que ainda tínhamos do almoço). 

Após o descanso e a visita aos Moinhos de Jancido, seguimos viagem na direção da Ponte das Longras. Optámos por não descer (é óbvio que hoje o arrependimento impera, mas a vida é feita de opções). Apreciámos a vista de cima.  

Prosseguimos caminho, passámos uma ponte rodoviária e tínhamos o nosso carro à espera. 

Uma nota de rodapé, aquando da nossa visita estava patente uma exposição intitulada “No Silêncio dos Moinhos”, assinada pelo fotógrafo gondomarense Paulo Ferreira, cuja temática principal era a fauna e a flora locais.

PR1 GDM – Linha de Midões e os Moinhos de Jancido: uma excelente sugestão para aproveitar os dias de calor, respirar ar puro e apreciar a diversidade da fauna e da flora! 

Ainda sem planos para as férias? Aqui está uma excelente sugestão. 

Se quiser pode “complementar” este percurso e conhecer as maravilhosas Lagoas de Midões. Saiba tudo no seguinte artigo.

- Fomos à descoberta das Lagoas de Midões!

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares