Quintandona: aldeia vestida a rigor para a quadra natalícia

Em Penafiel, a Aldeia Preservada de Quintandona, a trinta minutos do Porto, já de si única, e que surpreende quem a visita, vestiu-se a rigor para festejar a quadra natalícia. Pois é, está ainda mais bonita e mágica, diria até que parece um verdadeiro postal de Natal, com muitas luzes a realçar a beleza das casas em xisto e com adornos baseados em materiais provenientes da natureza.

É a segunda vez que Quintandona se veste a rigor com os símbolos da época e este ano conta com uma novidade: um Mercado de Natal. 

Chegámos ainda de dia e, imbuídas pelo espírito natalício, que se respira neste local, apreciámos tudo como se fosse a primeira vez. À medida que avançávamos, ouvimos uns sininhos e qual não é o espanto da Maria João quando vê que o barulho vinha do “velhinho de barbas brancas”.

Seguimos as suas indicações e fomos à Casa do Pai Natal que está muito bem decorada e acolhedora. A Maria João ficou um pouco envergonhada, mas quando o Pai Natal lhe disse que existia um local próprio para escrever a carta e um marco de correio para a colocar ficou animada e ansiosa por o fazer.

Saímos da Casa do Pai Natal e vimos uma banca com umas bolas de Berlim na montra que fizeram crescer água na boca. Combinámos que no fim da visita, nos deliciávamos com uma. Seguimos caminho, fomos ao Mercado de Natal e com a ajuda das placas indicativas chegámos à zona onde se escreve a Carta.

E tudo foi pensado ao pormenor: uma antiga escrivaninha, folhas, canetas e um marco do correio, instalados num cenário simples, mas harmonioso, estão à espera dos miúdos para escrever a Carta, mas, tenho a certeza que se algum graúdo quiser, também o pode fazer. 

A Maria João, que já tinha escrito a carta ao Pai Natal, aproveitou para escrever, novamente, afinal ainda faltava acrescentar dois pedidos à lista anterior que já contava com dez presentes. 

Mas, pelos vistos, esses dois pedidos são muito importantes, pois, à noite, já deitada na cama, pronta para dormir, perguntou-me o seguinte: “achas que o Pai Natal ainda consegue ler a minha carta? Eu vi lá muitas cartas, quase que não conseguia colocar a minha, mas como estamos quase no Natal e anda muito atarefado tenho receio que já não consiga…”

É tão bonito alimentar este sonho de acreditar no Pai Natal que, para não terminar esta fantasia, sosseguei-a dizendo que sim, o Pai Natal, vai ler todas as cartas, apesar destes dias serem muito stressados e ocupados. Notei que ficou mais descansada. 

Demos mais uma volta e, como o prometido é devido fomos comprar a bola de Berlim. É caso para dizer que viemos embora de estômago cheio e alma feliz!  

A minha sugestão para visitar a aldeia é: vá com tempo e ainda com dia e “perca-se” pelas ruas, mas espere pela noite, pois é desta forma que vai sentir, mais intensamente, a magia das luzes e das decorações. 

Tem até 7 de janeiro para levar a família, as crianças, os amigos, os companheiros de quatro patas até Quintandona. Vá, pois será uma experiência absolutamente encantadora. 

Já nos acompanha nas redes sociais? Temos todo o gosto que nos siga, por isso, aceda ao Facebook e ao Instagram

Comentários

Mensagens populares